domingo, 5 de abril de 2009

Rápida e Rasteira




"Sou uma macrobiótica baiana, sujeita a tentações. Meu negócio é perder a barriga para poder ver meus pêlos pubianos."




"Estou com tanto tesão que tenho até que me controlar. Dou graças a Deus por ter nascido fêmea, senão como é que eu ia fazer para esconde um pau duro dentro das calças? E, além desse tesão sexual, estou com sede de vendagem, uma vontade de fazer dinheiro que eu nunca tive. Meu santinho é um retrato de Ivete Sangalo."




"Quando trepo com um homem, ele tem que ser macho. Não gosto de homem que não seja. E mulher tem que ser fêmea. Não tem que ta coçando o saco que não tem..."




"Depois que eu troquei o whisky pela água, todos os orificios da minha cabeça estão entupidos!"




"Quando a gente olha a melancia, a gente tem certeza que ela só podia dar no chão, mas daí vem a jaca e estraga tudo. Isso só nos mostra o quanto a natureza é fria e cruel!"




"E tava lá a Maria Rita chorando pelo Falcão. Tadinha da Deborah Secco. Por isso que eu sou contra esse negócio de tatuagem!"




"Eu não sei, hoje em dia as pessoas mudam de idéia: eu tô quase ficando hétero! Só falta crescer o quê? O peru?! Ah, não! Meu Deus, Cristo, Deus... Que tolice! Eu não preciso de crescer o peru para ser hétero! Oh, meu Deus! Que felicidade! Porque eu já estava imaginando que operação plástica eu iria dar para o doutor Paulo fazer desta vez. Ele iria ficar enlouquecido!"




"A semana passada eu gravei uma entrevista pr´aquele programa de TV, 'TV Infâmia', e a jornalista perguntou: "Ângela, você está com 57..." - quando eu disse - QUILOS, NÉ, MEU AMOR?! Depois do 55, a gente não tem mais idade, a gente tem é peso."




"A semana passada eu tentei me masturbar. Não consegui! Minha xereca reagiu. Teve uma reação profunda! Fui rejeitada pela minha própria xereca! Alguém aqui já teve isso?"




"Um brinde de água! Se eu soubesse que era tão econômico eu não teria me embriagado tanto à toa."




"Ana Carolina é a versão feminina do Cauby Peixoto, as pessoas se rasgam por ela."




"Não sou uma usuária de homens, como você, Ana."




"Paulo Coelho não faz o caminho de Santiago de Compustela à pé, ele aluga um carro. A Baby Consuela faz à pé, ninguém quer alugar um carro pra ela."




"Foi um tecnico de som que matou o Tim Maia. Não foi droga não..."








Eu sempre achei que esses grandes artistas morressem cedo por alguma razão muito boa; para ficarem eternizados, para não sucumbirem sua arte no porvir, como tantos que hoje estão aí. Mas a Angela Rô Rô não, a Angela Rô Rô sempre foi e será sensacional!






Um comentário:

Guilherme disse...

Ae Dom, achei uma gracinha essa sua amiga. Apresenta ela pra mim.

abraço.