sexta-feira, 22 de maio de 2009

A Vila

Ela partiu
Uma pequena vila com apenas mil habitantes
É somente ela em minha vida
Ela partiu agora, depois de um drink
No qual brindamos à nossa saúde
Dessa vez
Sem o entusiasmo comum dos amantes
Não sei o que fazer da minha vida
Sinto-me como se fosse meu próprio convidado
na festa onde ninguém veio
Por causa da chuva.
A chuva muda os sentimentos
Com o matrimonio, tudo se reduz, tudo se compacta
Estamos mais solitários
Como uma pequena vila com apenas mil habitantes
Quando o amor acaba e o ser amado parte
Tudo fica vazio e fantasmagórico
Como uma vila abandonada

Um comentário:

Guilherme disse...

atira! vê? isso é poesia.

abraço, pândego.