sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Um e-mail

Fiquei sabendo do seu acidente... que loucura tudo isso. Mas você ta bem? Pelo menos não perdeu a memória, né?.
Mas eu quero noticias suas rapaz, ta enxergando? ta andando? o pau ainda sobe?

abraço!

B.




RE:sposta:

Eu to otimo, é uma pena não ter perdido a memória, mas com essa pancada ganhei algun coagulos no cérebro e perdi o olfato, pode rir e depos acreditar. Não sinto mais cheiros de nada, nem aromas nem odores, nadinha de nada. O caruru e o vatapá sendo preparando no fogão com aquele inevitável cheiro que toma a casa e quiça a rua inteira... Eu não sinto mais.
Peidos, lavabos, o enjoativo perfume do meu irmão que eu tanto detesto, levei ao nariz e nem o cheiro do alcool eu senti, que dirás do perfume.
A panela de feijão pegando fogo na cozinha, e a casa enfumaçada, eu não sinto cheiro de nada.

Eu só sinto cheiro de uma coisa, e eu não sei se é do meu consciente ou não, não sei explicar
a todo minuto eu sinto cheiro de maquilagem, pó compacto, loção de barbear... essas coisas... olha, é um cheiro que eu não consigo mais viver sem. Viciei, ta viciado.
Quanto a enxergar... enxergo mais do que devia, e o meu pau é um mastro em riste, e ando sim apesar de ter passado os primeiros dias numa maravilhosa cadeira de rodas e ter me submetido ao tratamento de fisioterapia e terapia intensiva.
ta bom, ou quer mais?

Um comentário:

Juka Lordello disse...

hahaha, o menino que não tinha olfato.