sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

A alegria do pedaço

Um espirito legionário me disse noutro dia que a felicidade não me cai bem. Eu posso até não ser um protótipo perfeito da alegria, mas quando eu quero eu sei sorrir amostrando a gengiva e até as minhas amígdalas, se eu quiser. A pomba gira que me ensinou.
É o que chamam de sorriso a la carte.
Eu adoro o Ritchie Valens, por exemplo.



E o meu estado de espirito nesse verão pede Lambada



*****

Agora uma alegria: Minha senhora e eu sempre encontra Deus lá no Music-hall, não posso ignorar tal fato, já que ele é a verdade ultima.

Um comentário:

Guilherme disse...

é cara, você terá que aceitar que Deus é fodantásticovilhoso, já que ele também aparece aqui e, pelo aparenta - se não digo mal e grosseiramente - ele ta em tudo quanto é lugar dessa bolota azul.

esse richie valen é o ator do filme e não o verdadeiro! Tome o dito, sadhashd.