terça-feira, 15 de dezembro de 2009

De volta a estaca zero


Politicos são uns porcos, eles sujam toda mesa quando comem. No dia da minha demissão, pois é - eu fui demitido - nesse dia teve um evento com 150 politicos, e só assim pra essa gente pegar fila. No bufê iguarias diversas, peixe para os politicos... que peixe? Traíra.
"O que tinha aqui? Peixe. Vou colocar mais para o senhor."
Um fila homérica para o rango, com direito a sobremesa e refrigerante por conta da casa.
Quando tudo amenizou e metade deles foram embora, eu fui almoçar, e comi de uma comida tão gostosa que eu pensei: "até parece que esse será o meu ultimo prato."
Comi muito bem, é bem verdade.
O salão estava podre, e nem fodendo eu iria lavar aquele salão sozinho. Adiantei muita coisa sozinho, já que o outro garçom teve que sair cedo.
Depois a filha do dono me chamou e acertou meu ordenado. Disse que eu não precisaria mais voltar.
"Por que? Vocês não gostaram do meu trabalho?"
"Posso ser sincera?"
"Sempre."
"Eu achei você muito parado. O salão tem que está pronto antes das onze horas,"
"Mas o salão sempre esteve pronto antes das onze."
"Eu sei. Mas o rapaz que trabalhava aqui deixava o salão pronto antes das onze, sozinho. Vocês são dois, e não estão rendendo como dois."
"Tudo bem."
"Não fique assim. Ligaremos pra você quando precisar... Algum evento. Manteremos contato."
"Estou bem."

Parado é o kct! É claro que eu chegava no trampo de ressaca algumas vezes, e me colocavam pra enrrolar talheres no guardanapo... e isso é muito chato de fazer, eu mesmo fazia dormindo...
Mas essa é toda uma desculpa.
Restaurante é um nicho de peçonhentos, é um burburinho aqui, uma conspiração, você tem sempre aquela impressão de que sabem mais do que você. Minha mãe me alertou, e eu fiz o que ela mandou, fiquei na minha, sem muita conversa com todo mundo, fiz o meu trabalho, e fiz muito bem.
A conversa não chega na cozinha, mas a cozinha sempre chega no ouvido do chefe. E as cozinheiras e saladeiras são todas cristãs temente a Deus. E numa conversa na hora do almoço quando elas me perguntaram sobre Deus, eu disse que era ateu, e logo me arrependi disso, no mesmo instante saquei que fiz merda, não se pode ser sincero de imediato, as pessoas não estão preparadas para o choque de la farsa.
O que me mata é que foi apenas 3 dias... Porra, É CLARO que eu pegaria o macete, É CLARO que eu iria ficar mais esperto. Derrubei o meu moicano justamente para boa aparência desse trabalho., e só 3 dias...
mas quer saber? Foda-se! A palavra de ordem é desapego!
Arranjo coisa melhor!

********************

E o espetáculo foi sensacional!!!
ninguém esperava que iriamos arrebentar com a boca do balão, pelo contrario, todo mundo imaginava que seria um fiasco.
Mas foi ótimo, tinhamos o publico na mão, estavamos super concentrados e improvisamos diversas situações hilárias.
A iluminação é boa porque ofusca a visão, e desse modo não dar pra ter ideia quem está na plateia. Minha mãe ficou uma paca chorosa quando me viu atuando, chorou muito.
É lindo fazer as pessoas rirem, e quando acaba o espetáculo e você sai e ver aquele aglomerado de gente desconhecida pagando pau pra você e te ostentando... é lindo e maravilhoso, cofia o ego.
Mas eu bem trocava todas essas pessoas pelo punhado de gente que eu convidei e que não foram, os meus, os que seriam importantes para mim sua presença.
Eu amo demais as pessoas, estou sempre aí para elas. Mas agora já deu, cansei. Não entendo quem não entende a palavra re-ci-pro-ci-da-de. Vão se foder!
Eu só sei de uma coisa. Não vou mais jogar confete no carnaval de ninguém.

Filmaram o espetáculo.
Talvez quarta ou quinta colocarão no youtube.
Assim que estiver disponivel, eu lanço aqui.
para aqueles que moram em outro estado e que não puderam vim.

Mas para aquelas pessoas que moram aqui do lado, passagem R$ 3, 20...
Vão se foder!

3 comentários:

Bípede Falante disse...

Também não vou jogar confete no carnaval de ninguém, mas se o seu vídeo for bom, jogo um bravo e depois me calo para você não me mandar se fuder.

Guilherme Muzulon disse...

O espetáculo já foi pro youtube, garotão?

Guilherme Muzulon disse...

ah, responda no meu blog, senão não vou lembrar em qual post eu fiz essa pergunta...